Skip to content

Pressão alta e o papel da dieta no tratamento

18 dezembro 2017

Em junho de 2016 o Ministério da Saúde revelou dados da pesquisa Vigitel, realizada em 2015, apontando que aproximadamente ¼ da população é hipertensa.

Embora tenha se mantido estável em relação ao levantamento anterior, o número é considerado alto.

A doença, porém, não é exclusividade de nosso país. Segundo a Organização Mundial de Saúde, no mundo, os casos passam de 1 bilhão.

E esse número apresenta constante elevação desde 1975, o que mostra ser um dos grandes males modernos.

E, entre a diversidade de fatores que causam o problema, a nossa alimentação se destaca.

Os alimentos e a hipertensão 

A vida moderna trouxe a nós não apenas a intensa pressão e velocidade, mas colocou em nossas mesas alimentos que sobem a pressão arterial.

Nossa alimentação também mudou.

Além do excesso de açúcares e gorduras, há, ainda, alimentos com grandes quantidades de sódio, um dos grandes perigos para a nossa saúde, se não consumido na quantidade ideal.

Seu excesso traz água para os nossos vasos sanguíneos, deixando-os mais cheios e forçando as paredes, o que provoca o aumento da pressão arterial.

Somada a outros fatores, como estresse e sedentarismo, está pronta a fórmula para o desenvolvimento da hipertensão.

Mas se existem alimentos que sobem a pressão, por outro lado, uma dieta equilibrada é capaz de mantê-la sob controle.

A alimentação no tratamento da hipertensão 

Muitos que sofrem de hipertensão acreditam que precisarão recorrer e utilizar remédios durante toda a vida.

Contudo, em mais de 90% dos casos é possível curar o problema apenas com a mudança do estilo de vida, incluso aí a alimentação.

O primeiro passo é cortar alimentos que fazem a pressão subir.

É comum que nesses momentos logo façamos relação com aqueles ricos em sódio, porém eles não estão sozinhos.

Gorduras saturadas e açúcares em excesso também são prejudiciais aos hipertensos.

Alimentos processados e industrializados devem ser evitados ao máximo para quem possui problema de pressão alta.

Biscoitos, requeijão, macarrão instantâneo, alimentos enlatados, queijos amarelos e alguns molhos também estão na lista dos alimentos a serem evitados.

Dê preferência a uma alimentação de origem natural, contudo, caso não seja possível, fique atento ao rótulo.

Nele você deve verificar especialmente os índices de sódio, açúcares e gorduras presentes.

Outra excelente opção para aqueles que querem controlar a pressão arterial é adicionar à dieta o consumo de produtos naturais e antioxidantes, como o goji berry.

Misturado ao cranberry, dá origem a um produto rico em aminoácidos, vitaminas, minerais e antioxidantes.

O goji berry é capaz de trazer uma série de benefícios ao nosso corpo no dia a dia, atuando, inclusive, no controle da pressão arterial e até mesmo no colesterol.

Você pode encontrar a junção do goji berry com cranberry para incluí-lo em sua dieta aqui.

 A hipertensão tem cura!

Faça uma mudança profunda de hábitos em sua vida. Comece pela alimentação e ganhe mais saúde e qualidade de vida.

Com uma dieta equilibrada, você melhora sua saúde e disposição.

Ficou com alguma dúvida ou possui algum assunto que gostaria de ver em nosso blog? Deixe um comentário!

E continue acompanhando nosso blog para ter acesso a muitas outras dicas como esta!

Até a próxima!

Publicado por: Nova Nutrii | www.nutrii.com.br


Leia também