Skip to content

Conheça os diferentes tipos de sal e saiba qual é o mais indicado para sua dieta

27 abril 2017

Usado como conservante, tempero e, até mesmo, como moeda de troca por civilizações antigas, o sal acompanha a humanidade há milhares de anos, já foi considerado por muitos como um artigo de luxo e é a razão pela qual a remuneração mensal do trabalho se chama salário. Que ele realça o sabor dos alimentos não restam dúvidas, mas o que a maioria ainda não sabe é que sua funcionalidade vai muito além disso. O sódio presente em sua composição é considerado um nutriente essencial, pois nosso corpo não é capaz de produzi-lo, e é o único mineral consumido da mesma forma em que é extraído na natureza. Ele é um eletrólito que conduz eletricidade pelo corpo e atua para manter a atividade muscular e sistema nervoso funcionando.

Mas, apesar de desempenhar um papel importante no organismo, seu excesso é muito prejudicial e pode provocar problemas de saúde como aumento da pressão arterial, doenças cardiovasculares e problemas renais. Portanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda um consumo diário de 2000 mg, o que equivale a 5 gramas de sal (o equivalente à uma colher rasa de sobremesa), distribuídos em todas as refeições do dia. No entanto nem todo sal possui a mesma quantidade de sódio. Quando se fala no mineral, logo pensamos no sal de cozinha mais comum: o refinado. Porém, ele não é a única opção, hoje em dia encontramos uma grande variedade no supermercado, que além de proporcionar refeições mais saborosas ainda podem contribuir para melhorar a saúde. Confira abaixo os tipos de sal disponíveis para consumo e suas principais características:

Refinado

O mais conhecido e usado na casa dos brasileiros é também o mais pobre em micronutrientes, isso porque ele perde todos os minerais durante o processo de refinamento, ganhando um sabor mais acentuado. Além disso, este tipo ainda contém aditivos químicos e, por lei, é adicionado de iodo – mineral que auxilia na formação dos hormônios da tireoide. É usado principalmente no preparo de alimentos durante o cozimento e para temperar os pratos à mesa, pois possui os grãos uniformes e fáceis de medir e diluir. Em 1g há 400mg de sódio.

Grosso

A composição química do sal grosso é basicamente a mesma do sal comum, porém ele não passa pelo processo de refinamento, apenas pela extração, ou seja, é produto bruto da cristalização da salmoura concentrada ou como sai das salinas, por isso seus grãos são maiores e irregulares. É o tipo mais requisitados no preparo de churrasco e também no tempero de peixes e assados em geral. Assim como o refinado, 1g de sal contém 400mg de sódio.

Líquido

Ideal para temperar saladas e pratos frios na hora de servir, mas também pode ser adicionado a todos os preparos de alimentos. Este é um tipo proveniente da dissolução do sal marinho em água mineral, portanto possui um sabor mais suave e contém menos sódio que os tipos mais convencionais. Contém 11mg de sódio por cada jato usado.

Light

Seu sabor é o mais diferenciado e fraco de todos e, ao contrário do que muitos pensam, seu uso não é indicado para quem deseja perder peso e sim para quem possui alguma restrição relacionada ao consumo de sódio, como pessoas hipertensas. Sua composição contém 50% de cloreto de sódio e 50% de potássio, portanto não deve ser consumido por pessoas com problemas renais porque sua concentração de potássio pode causar um acúmulo no organismo, aumentando o risco de complicações cardiovasculares. Há 197mg de sódio para cada grama desse tipo de sal.

Marinho

Por não sofrer o processo de refinamento, este tipo concentra muitos minerais como o cálcio, o flúor, o enxofre, o magnésio e o iodo natural, devido a isso seu sabor torna-se um pouco diferente do sal comum. Ele é obtido naturalmente através da evaporação da água do mar e sua textura geralmente se apresenta por grãos irregulares, nem tão finos quanto o refinado, nem tão grossos quanto o sal grosso, portanto, ele é mais usado para temperar a comida quente antes de servir, ou no cozimento de carnes, aves, peixes, verduras e legumes. Em 1g de sal marinho há 420mg de sódio.

Sal rosa do Himalaia

Considerado um dos mais saudáveis e com menor concentração de sódio, este tipo é encontrado nas montanhas do Himalaia e por isso seu custo é mais elevado que os demais. Seu tom rosado é proveniente dos minerais presentes em sua composição, especialmente o ferro. O sal rosa do Himalaia figura também entre os mais puros pois, por originar de grandes profundidades, é livre de toxinas e poluentes. 1g de sal Rosa possui 230mg de sódio.

Como diminuir o consumo de sal

Quando se trata de sal, moderação é muito importante, independente do tipo utilizado, pois o excesso de sódio é prejudicial à saúde. O uso indiscriminado de sal torna nossas papilas gustativas viciadas e minimiza o sabor natural dos alimentos. Para diminuir a quantidade do mineral na preparação dos alimentos uma boa estratégia é utilizá-lo em conjunto com outros temperos que agreguem mais sabor aos ingredientes, como cebola, alho, salsa, cebolinha, orégano, coentro, limão, hortelã e outras ervas aromáticas. Dessa forma os alimentaram ficarão mais saborosos e o teor de sódio será reduzido, modulando o paladar.