Skip to content

Como conservar a dieta enteral?

29 novembro 2017

Atualmente é comum que médicos e instituições de saúde incentivem a recuperação de pacientes em casa.

Esperam, dessa forma, oferecer maior conforto e convívio familiar aos pacientes em um momento tão delicado.

Aqueles que irão receber um parente ou pessoa próxima que necessita da dieta enteral precisam estar atentos a alguns cuidados.

Afinal, sempre queremos oferecer o melhor àqueles que amamos para uma melhor recuperação, certo?

Confira abaixo alguns cuidados para conservar a dieta enteral sempre na melhor condição para consumo!

Cuidados para conservar dieta enteral 

  • Mantenha as embalagens fechadas 

Seja em pó, para misturar com água, ou líquida, é importante que a dieta enteral esteja sempre bem fechada.

Dessa forma, diminui-se o risco de contaminação pelos mais diversos agentes e resíduos existentes no ambiente.

Lembre-se de que quem está em recuperação ou doente geralmente está com o sistema imunológico comprometido.

Sendo assim, todo cuidado é necessário para não agravar a situação.

  • Armazene em local fresco e seco 

É muito comum que os cuidadores comprem diversas unidades da dieta de uma só vez.

Dessa forma evita-se que haja falta do alimento ou necessidade de compras a todo o momento.

Nesses casos, é importante que as unidades que não serão utilizadas sejam armazenadas em locais frescos, secos e abrigadas do sol.

Caso contrário, existem sérios riscos de que o alimento perca suas propriedades ou mesmo venha a se estragar.

  • Abriu? Tampou 

Não é administrado o volume completo da embalagem ao paciente, mas, isso não significa que é preciso jogá-lo fora.

Após aberto é possível conservar a dieta enteral, sendo importante sempre fechar corretamente com a tampa.

Caso contrário há chances reais de contaminação.

  • Geladeira apenas por 24 horas 

Após aberta a dieta enteral, além de mantê-la bem tampada você deve sempre levá-la à geladeira.

Nessas condições o período máximo de conservação é de apenas 24 horas, não podendo ser estendido de maneira alguma.

Caso tenha alguma unidade aberta por mais tempo, o recomendado é que seja jogada fora e jamais administrada ao paciente.

No momento de cuidar de um paciente em casa todo cuidado é necessário para auxiliar na recuperação.

Fique atento às medidas necessárias para conservar a dieta enteral e ofereça o melhor para aqueles que ama.

Ficou com alguma dúvida? Não deixe de nos perguntar no comentário.

E para saber mais sobre a dieta enteral continue acompanhando nosso blog!

Até a próxima!

Publicado por: Nova Nutrii | www.nutrii.com.br


Leia também